ASSESSORIA ESTATÍSTICA PARA PESQUISADORES DA FOB-USP

 

   A disciplina de Metodologia de Pesquisa e Estatística oferece assessoria estatística a docentes e alunos regulares (graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado) da Faculdade de Odontologia de Bauru-USP. Este serviço é feito pelos docentes da disciplina (Profs. Drs. José Roberto Pereira Lauris e Heitor Marques Honório) sob prévio agendamento e não contempla assessorias para público externo à FOB e tampouco a outras unidades, institutos e hospitais da USP. Ex-alunos que não possuam número USP ativo também não poderão ser atendidos.
   Os agendamentos são centralizados e devem ser feitos exclusivamente por telefone [Ramal 358256/ tel: (14)3235-8256] ou pessoalmente com a secretária da área de Saúde Coletiva da FOB-USP (Silvia Cristina Tonin Costa). Não serão feitos agendamentos por e-mail ou qualquer outro telefone.
   Face à grande demanda de assessorias estatísticas e consequente sobrecarga da agenda, os agendamentos devem ser planejados com a máxima antecedência possível (prevendo datas limites para conclusão de teses, TCCs, limite para submissão de resumos para congressos, relatórios finais para órgão de fomento, etc.), pois normalmente solicitações emergenciais não poderão ser atendidas. Também em função da grande demanda, solicita-se que caso não seja possível comparecer a uma data agendada, o docente ou aluno cancele o agendamento para que outros pesquisadores possam ser realocados para estas datas disponíveis.
   Os agendamentos devem ser feitos para auxílio no delineamento experimental de pesquisas, cálculo amostral ou realização de análises estatísticas. Não devem ser realizados agendamentos para construção de tabelas, gráficos e/ou leitura de capítulos de tese, pois estes não serão realizados.
   Os docentes da disciplina de Metodologia de Pesquisa e Estatística contam com a colaboração da comunidade científica da FOB no cumprimento destas orientações, para que além de suas atividades didáticas, científicas e administrativas, possam oferecer adequadamente este serviço de assistência e assessoria estatística para pesquisadores da instituição.
   Para isso, os dados científicos devem ser tabulados em planilhas seguindo as seguintes normas:


REGRAS PARA TABULAÇÃO DE DADOS PARA ANÁLISE ESTATÍSTICA

1. Os dados devem ser tabulados em planilha do EXCEL.

    . Nunca tabule dados de um mesmo trabalho em diferentes arquivos ou diferentes abas do EXCEL. Por
      exemplo, não coloque os dados do grupo 1 na primeira aba, grupo 2 na segunda aba e grupo 3 na
      terceira aba. Os dados dos 3 grupos devem estar digitados na mesma aba e dentro de um mesmo
      arquivo do EXCEL.

2. A primeira coluna da tabela deverá identificar as unidades amostrais da sua pesquisa.
    . Cada  elemento (p.ex.: corpo de prova, paciente, cobaia, orelha, etc.) é descrito em uma linha. Não pode
      haver informação de um mesmo elemento em mais de uma linha da tabela. Por exemplo, se na sua
      pesquisa foram examinados 40 pacientes, sua planilha terá 41 linhas: a primeira linha para identificar
      esta primeira coluna (PACIENTES) e outras 40 linhas, sendo uma linha para cada paciente.

3. A primeira linha da tabela deve conter o nome de cada variável.
   . A tabela terá então tantas colunas quantas forem as variáveis avaliadas. Cada variável é colocada em uma
     única coluna. Por exemplo, se na pesquisa foram avaliadas 3 variáveis de cada indivíduo (peso, altura e
     glicemia), a planilha terá uma coluna para os dados de peso, outra coluna para altura e uma última para
     glicemia. 
   . Estas variáveis de estudo devem estar toda identificadas nesta primeira linha e se por exemplo você avaliou
     3 variáveis por paciente (peso, altura e glicemia), sua tabela deverá ter 4 colunas, sendo a primeira para
     identificação dos indivíduos e as demais para identificar cada uma das variáveis estudadas. 

4. O nome de cada variável assim como o texto de identificação das variáveis qualitativas deve ter no máximo
    8 caracteres e ser iniciado obrigatoriamente por uma letra.

5. Existem 3 tipos possíveis de variáveis a serem avaliadas e elas devem seguir normas de tabulação:

   a)  VARIÁVEIS QUANTITATIVAS: Em uma pesquisa podem ser avaliadas variáveis quantitativas ou
        numéricas (Ex: Resistência à tração, limiar auditivo, dureza, colesterol, peso, etc.) e estas devem ser
        representadas somente por números.
       . Não digite nenhuma unidade de medida na tabela. Ex: 1,75m ou 56,200Kg. Digite somente o número.
         Ex: 1,75 ou 56,200.
       . Separe sempre as casa decimais por vírgula e não por ponto. 
       . Se a variável idade for utilizada digite-a em valor numérico. Se a precisão necessária for de anos utilize “19”
         para representar 19 anos (não escreva “19 a” ou “19 anos”). Se a precisão necessária for de meses, para
         representar 5 anos e 6 meses digite “66” ( 5 x 12 + 6) que é a idade em meses do indivíduo. Nunca escreva
         “5 a 6 m” ou algo parecido. 

   b)  VARIÁVEIS QUALITATIVAS NOMINAIS: Estas são qualidades que NÃO podem ser ordenadas (Ex:
        Sexo, etnia, tipo sanguíneo, cor do cabelo, etc.) e devem ser representadas por letras. As letras mostrarão
        para o software estatístico que não existem ordem entre estas variáveis. Assim, se por exemplo, avaliou
        sexo, os dados poderão ser tabulados como F e M; ou por extenso feminino e masculino. O importante
        é que letras descrevam este tipo de variável. Também é fundamental que se padronize a maneira como
        as variáveis serão tabuladas, pois se o gênero feminino for tabulado como “FEM” e “fem”, o software
        estatístico entenderá que são categorias diferentes. Logo, é fundamental que se padronize a maneira
        como as categorias serão digitadas. Ex: FEM (para todos os casos).

   c)  VARIÁVEIS QUALITATIVAS ORDINAIS: Estas são qualidades que podem ser ordenadas (Ex:
        escolaridade, perda auditiva, dor, mucosite, etc.). Neste caso a tabulação dever ser feita APENAS
        com números (Nunca use letras). O importante é mostrar para o software estatístico que existe
        uma ordem entre estas qualidades avaliadas. Logo, se suas qualidades possuírem uma ordem,
        elas não podem e não devem ser descartadas da análise estatística. Ex: 0- analfabeto, 1- primeiro
        grau, 2- segundo grau, 3- terceiro grau e 4- pós-graduação.

6. Se não for obtido um valor para determinado elemento deixe a casela em branco, não coloque hífen (-),
    asterisco (*) ou qualquer outro símbolo.

7. Em questionários se a pergunta for de múltipla escolha e o indivíduo só puder dar uma resposta crie uma
    única coluna e identifique cada resposta por uma abreviatura (pode-se usar letras e números) 

8. Em questionários se a pergunta for de múltipla escolha porém o indivíduo puder responder a mais de uma
    das respostas, a tabela deve ter tantas colunas quanto for o número máximo possível de respostas. 

9. A lista de abreviaturas utilizadas na tabela não deve ser colocada na tabela. Ela serve apenas para seu controle.

Exemplo 1: Testou-se 2 materiais e 2 tipos de abrasivo medindo-se a rugosidade inicial e final. Foram feitos 3 corpos de prova para cada grupo totalizando 12 corpos de prova.



Abreviaturas:

CP – Corpo de prova

RUG_INI – Rugosidade inicial

RUG_FIN – Rugosidade final 

 
Exemplo 2 – Questionário para saber idade, sexo, se já foi ao dentista, preferência de esportes, preferência de cor e escolaridade.





QUESTÃO 1- Você já foi ao dentista alguma vez em sua vida?

Abreviaturas: S- Sim e N- Não


QUESTÃO 2- Quais são seus esportes favoritos? (responda quantos quiser: 1 coluna por esporte)

( ) Futebol

( ) Basquete

( ) Tênis

( ) Vôlei

( ) Natação

( ) Outros

 

Abreviaturas:

Q2_FU – Futebol

Q2_BA – Basquete

Q2_TE – Tênis

Q2_VO – Vôlei

Q2_NA – Natação

Q2_OU – Outros

 

QUESTÃO 3- Qual é a sua cor preferida? (responda apenas uma alternativa: 1 coluna única para a pergunta)

( ) Azul

( ) Amarelo

( ) Verde

( ) Vermelho

( ) Branco

( ) Preto

 

QUESTÃO 4- Qual é a sua escolaridade? (responda apenas uma alternativa: 1 coluna única para a pergunta)

( ) analfabeto

( ) primeiro grau

( ) segundo grau

( ) terceiro grau

( ) pós-graduação





 

INDIVÍDUO IDADE SEXO Dentista Q2_FU Q2_BA Q2_TE Q2_VO Q2_NA Q2_OU Cor Escolaridade
1 23 M S S N N S S N Azul 1
2 18 F N N S S S N S Preto 3
3 25 M S S S N N N S Amarelo 4
4 22 M S S S N S N N Azul 0
5 19 F N S N S N N N Verde 1